06 de Junho de 2013

Youtube quer crescer no Brasil

Site aposta em criadores de conteúdo e parcerias com canais de TV

Com mais de um bilhão de usuários únicos por mês, em todo mundo, o Youtube se tornou uma referência para quem deseja gerar buzz na internet. Nesta quarta-feira, 05, a empresa apresentou, em São Paulo, estratégias da companhia no Brasil. Por sinal, o mercado brasileiro já está entre os cinco maiores mercados do Youtube no mundo – com quase 58 milhões de visualizações por mês, de acordo com dados da comScore.
 
Dentre os temas abordados na mesa redonda promovida na sede do Google no Brasil, os representantes do Youtube mostraram como a plataforma está se estruturando para priorizar e incentivar conteúdo mais elaborado, se desvencilhando da imagem de um site de vídeos amador. Para atingir essa meta, a companhia está investindo forte em parcerias com canais de TV aberta e a cabo. Além disso, o Youtube está apostando na monetização de trabalhos dos criadores de conteúdo independente.
 
Segundo Alex Carloss, diretor de parcerias do Youtube, a ideia é fazer com que os canais de TV aberta brasileiros se aproximem cada vez mais da plataforma, assim como já acontece nos EUA e em outros países. “A TV e o Youtube não são concorrentes, pelo contrário, são aliados. O nosso trabalho pode amplificar o conteúdo feito pelos canais de televisão, porque o Youtube permite que o conteúdo exibido por estes canais possam se espalhar por outros países gerando mais audiência e atraindo público. Isso não significa perda de audiência para a TV”, explicou.
 
Para reiterar essa ideia de parceria, o encontro também contou com a presença de Eduardo Brandini, vice-presidente de conteúdo da TV Cultura. O executivo fez uma análise dos caminhos que levaram a Cultura a investir na plataforma, com um canal de vídeo específico. “As emissoras de TV tinham a visão do Youtube como uma plataforma amadora ou concorrente. Para começar a parceria foi difícil, entretanto começamos a perceber que a distribuição de conteúdo no site de vídeos é extremamente benéfica e promove nossos produtos. Além disso, revigora nossos acervos de vídeos e aumenta consideravelmente a audiência de programas que já foram exibidos na grade da TV”, contou.
 
Outro ponto abordado durante o encontro foi a aposta do Youtube em investimentos nos chamados “criadores de conteúdo”, que são pessoas ou grupos comuns que acabam realizando uma programação relevante na plataforma, gerando milhões de visualizações. No Brasil exemplos não faltam, como Porta dos Fundos, Galinha Pintadinha, Felipe Neto, Manual do Mundo, dentre outros.
 
Segundo Danielle Tiedt, vice-presidente de marketing da empresa, esses “criadores de conteúdo” são efetivamente um caminho para que marcas e veículos se comuniquem com a audiência de maneira eficaz. De acordo com Danielle, uma nova geração, chamada pelo Youtube de “Geração C,” surgiu nos últimos anos com características totalmente online, tanto de consumo de conteúdo, como de criação. “Essa geração pode ser a chave para empresas amplificarem seus negócios em plataformas online. Existem muitas coisas diferentes que as marcas podem fazer no Youtube. Essa integração com o conteúdo criativo pode melhorar a relação da marca com a audiência, amplificando esse contato”, comentou.
 
Mobilidade é prioridade
De acordo com informações do Youtube, 25% das visualizações mundiais do site são realizadas via dispositivos móveis. No Brasil, 75% dos usuários de smartphones assistem vídeos online em seus aparelhos, segundo a Our Mobile Planet. “Esses dados significam muito para o Youtube”, afirmou Shiva Rajaraman, diretor de produtos da companhia. Segundo ele, os dispositivos móveis são prioridades do site de vídeos, e a empresa está investindo em novos formatos e design para melhorar a qualidade da plataforma. “Nós não vamos mais ser um website. O mobile está ganhando espaço, com isso temos a responsabilidade de aprimoramos os serviços. Estamos trabalhando em ferramentas que tornem a experiência do usuário mais rápida e que se adapte ao tipo de dispositivo que o mesmo está utilizando”, completou.
 
Semana da Comédia
Ao longo do encontro, os representantes do Youtube também revelaram uma estratégia que promete colocar o site de vídeos em outro patamar de entretenimento no Brasil. Como o conteúdo relevante se tornou prioridade dentro da plataforma, a empresa está lançando para usuários brasileiros uma novidade que deu certo nos EUA, a “Semana da Comédia”. A ideia é produzir, durante uma semana, um show ao vivo com humoristas de canais consagrados dentro do site, como 5Minutos; Barbixas; Descea Letra; Felipe NetoPorta dos Fundos; Rafinha Bastos; dentre outros.
 
A novidade deve acontecer dentre os dias 17 e 24 de junho. Segundo Danielle Tiedt, esse formato faz parte da estratégia intitulada “Destination Moments”, no qual o Youtube pela primeira vez disponibiliza um programa próprio com conteúdo exclusivo da plataforma. “Nós queremos evoluir o site e experiência dos usuários. Com a Semana da Comédia poderemos mostrar que o Youtube está se transformando cada vez mais em uma plataforma de conteúdo bem produzido e extremamente relevante”, analisa.

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora