13 de Junho de 2014

Metal Gear Solid V traz mundo aberto

Demonstração de 'The Phantom Pain' aconteceu durante feira E3 2014. Jogador poderá administrar e personalizar a famosa Mother Base

O aguardado game "Metal Gear Solid V: The Phantom Pain" leva a série de espionagem e ação pela primeira vez a um mundo aberto. Aproveitando a E3 2014, evento que acontece até esta quinta-feira (12) em Los Angeles (EUA), assistimos a uma demonstração a portas fechadas e separou aqui algumas novidades do jogo, como as inéditas habilidades de infiltração de Snake e o modo de administração e personalização da Mother Base, ponto histórico da franquia "Metal Gear".

Pau pra toda obra
Agora que as missões acontecem em áreas abertas e extensas, Snake precisa de recursos de infiltração que funcionem em mais de uma situação. Por isso, em "The Phantom Pain" os cenários fazem parte do combate e o jogador pode usá-los para nocautear os inimigos. Já o novo braço mecânico do protagonista, por sua vez, substitui o tradicional "knock, knock" por um ruído que pode ser emitido em qualquer ponto do mapa, atraindo a atenção de soldados mesmo quando se está longe de uma porta ou parede.

Item icônico de "Metal Gear Solid", a caixa de papelão também ganha novas funções para se tornar mais dinâmica. Se Snake estiver escondido dentro de uma delas, ele pode abrir a parte de cima da caixa para atirar em um soldado, ou fugir pela aba lateral caso seja flagrado com o objeto se movendo.

Lar doce lar
A Mother Base, fortaleza de Snake e de sua organização paramilitar, retorna em "The Phantom Pain" como ponto de reunião do jogo. É lá que o jogador treina suas tropas, pesquisa novas tecnologias e escolhe quais missões quer fazer.

De acordo com a Kojima Productions, cada um poderá personalizar sua Mother Base do jeito que quiser, embora isso não tenha sido detalhado na apresentaçao. Também será possível construir novas plantas no oceano e ampliar o tamanho da base.

No entanto, a relação de Snake com a fortaleza continua durante as operações. Soldados inimigos podem ser capturados com balões Fulton, recurso herdado do game "Metal Gear Solid: Peace Walker", e enviados à Mother Base, onde serão assimilados ao seu exército.

O jogador também pode pedir resgates de helicóptero, bombardeios e até uma pesquisa para saber as posições das tropas inimigas, mas é preciso saber administrar.

Usar um balão, por exemplo, consome dinheiro, embora você possa extrair uma artilharia anti-aérea adversária e usá-la para reforçar a defesa da Mother Base – a fortaleza pode ser atacada com o passar do tempo. Ou você pode apenas dopar uma ovelha com seu tranquilizador e enviá-la de volta para casa (isso aconteceu). Bem-vinda à Mother Base, Dolly.

Virou o tempo
A inclusão de um ciclo de dia e noite e de mudanças climáticas em "Metal Gear Solid V" acrescentam um elemento a mais na hora de organizar sua estratégia. As rotas dos guardas mudam de acordo com o horário, permitindo que Snake aproveite a soneca noturna para invadir uma base com mais tranquilidade.

Por outro lado, as tempestades de areia e as chuvas surgem repentinamente e diminuem drasticamente o seu campo de visão e o dos seus inimigos. Esse tipo de evento pode criar uma saída de emergência durante um tiroteio indesejado, mas ao mesmo tempo inviabilizar alguma de suas táticas.

Detalhes tão pequenos
Apesar das apresentações cinematográficas e dos discursos politizados, a capacidade de "Metal Gear Solid" de transformar coisas banais em situações extraordinárias é uma de suas maiores qualidades.

Pegue os modos de Snake se esconder, por exemplo. Enquanto segue para uma colina mais alta para ter visão da base inimiga e marcar os soldados com seu binóculos, Snake escorrega para a lateral da cela do seu cavalo e usa o animal como disfarce.

Em outra situação, a Kojima Productions quis mostrar a invasão de uma base durante o dia e para isso resolveu adiantar o tempo. Isso é possível no jogo e faz com que os personagens controlados pela máquina sigam sua rotina normalmente enquanto Snake fuma um cigarro (eletrônico, para não deixar pistas de cinzas).

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora