29 de Setembro de 2017

Audiência ouviu reivindicações de mototaxistas

A discussão do projeto se dá por uma exigência do Ministério Público que determina a regularização da atividade de transporte de passageiros em motocicletas, denominada “mototáxi”

Os mototaxistas lotaram o plenário da Câmara Municipal de Rio Verde nesta quinta-feira, 28 de setembro, onde se reuniram também os representantes da classe, garageiros e vereadores que esclareceram as dúvidas acerca do projeto de lei Nº 61/2016.

Segundo a proposta, fica instituído o Sistema Municipal de Transporte e Prestação de Serviços, por meio de motocicletas, denominado Mototáxi. Para isso, fica a cargo da Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito de Rio Verde (AMT) fazer a gestão do serviço, por ser o órgão municipal gestor de trânsito e transportes.

A discussão do projeto se dá por uma exigência do Ministério Público que determina a regularização da atividade de transporte de passageiros em motocicletas, denominada “mototáxi”.

Atualmente, Rio Verde possui 13 garagens de mototáxi, cada uma podendo registrar 35 profissionais, contabilizando um total de 455 mototaxistas atendendo a população. Alguns possuem cotas para exercer a profissão e outros trabalham como diaristas, mas os riscos são os mesmos, pois todos estão sujeitos a assaltos, acidentes ou pouca rotatividade.

“Essa reunião visa dar voz aos mototaxistas, garageiros e usuários, abrindo espaço para os profissionais e comunidade participarem na construção desta lei”, afirma o presidente Lucivaldo.
Presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Rio Verde, Xavier Borges, falou da preocupação com a classe. “Apenas queremos que todos tenham o direito de participar do projeto”, afirmou. Xavier ainda declarou: “Não sou a favor de tirar as vagas do trabalhador”.

Ao final da audiência, o presidente Lucivaldo criou uma comissão formada por mototaxistas que irá representá-los em reuniões e audiências. O grupo é formado por 10 membros: 4 diaristas, 1 representante de garagem e 5 cotistas.

Ascom – Câmara RV

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora