11 de Dezembro de 2014

Policiais flagram homicídio de reeducando

Autores foram presos

A Polícia Civil de Itumbiara, através do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC) e do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI), prendeu Everton Lino Pereira Barcelos e Allison de Oliveira, logo após cometerem crime de homicídio contra Jacione Duarte, vulgo “Nortista”. A vítima era reeducando do sistema semiaberto do presídio regional de Sarandi, onde cumpria pena por tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com as investigações, o GENARC já vinha monitorando a dupla, pela prática de tráfico de drogas. No dia do crime, o grupo especializado recebeu informações de que a dupla iria até a Rua Urussanga, Bairro Novo Horizonte. Os agentes seguiram os suspeitos acreditando que realizariam a venda de drogas no local. Momentos depois, os policiais, que observavam a dupla a cerca de 300 metros de distância, foram surpreendidos pela prática do assassinato.

A equipe do GENARC que fazia a investigação em campo conseguiu identificar a residência onde Everton e Alisson se esconderam, na tentativa de escapar do cerco policial. Neste instante, o delegado regional, Ricardo Chueire, acionou as equipes completas do GENARC e do GEPATRI, que se dirigiram ao local e realizaram o cerco ao imóvel. Os coordenadores das equipes especiais, decidiram, então, realizar o adentramento na residência.

Assim que os agentes invadiram o local, os suspeitos tentaram fugir pelos fundos da residência, saltando os muros e jogando num terreno vizinho a arma calibre 32 utilizada na morte de Jacione, que utilizava tornozeleira de monitoramento eletrônico. A fuga dos autores, no entanto, não foi bem sucedida, uma vez que o terreno por onde tentaram escapar estava barrento, dificultando a locomoção.

Em busca posterior no imóvel, a Polícia Civil encontrou um quilo de maconha, o que embasou a voz de prisão também pelo crime de tráfico de drogas. A droga, assim como a motocicleta utilizada na fuga, foram apreendidos. À polícia, os autores afirmaram que cometeram o crime de homicídio por vingança, porque Jacione havia, dias antes, tentado contra a vida de Alisson.

Assessoria de Imprensa – Polícia Civil

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora