12 de Agosto de 2015

Mulher confessa assassinato de policial

Kamilla de Sousa Silva foi indiciada por homicídio qualificado

A Polícia Civil concluiu, no dia 7 de agosto, o inquérito policial n.º 063/2015, que apurou o homicídio do agente de polícia, João Paulo Arantes Silveira, de 31 anos, ocorrido no dia 29 de julho de 2015, em Bom Jesus de Goiás, no sul do Estado. Ao final das investigações, Kamilla Sousa da Silva, de 18 anos, foi indiciada pelo crime de homicídio qualificado.

Kamilla foi presa em flagrante logo após o crime e alegou, no primeiro interrogatório, que havia sido vítima de estupro, supostamente cometido por João Paulo. Exames médicos, porém, comprovaram que não houve violência sexual, e que as lesões no braço, as quais ela havia afirmado ser de defesa, foram, na verdade, provocadas durante fuga do local do crime.

No decorrer das investigações, Kamilla foi inquirida novamente e, na presença de seu advogado, confessou ter matado o agente João Paulo, segundo ela, porque ele teria afirmado, em discussão, que não queria ter um relacionamento sério. No depoimento, a jovem se comportou friamente e afirmou sentir “nojo de homens”. Em nenhum momento, Kamilla demonstrou arrependimento.

De acordo com a própria autora, no momento em que João Paulo foi ao banheiro, ela foi até a cozinha e pegou uma faca, a qual escondeu sob a jaqueta. Quando o agente saiu do banheiro, ela o golpeou no tórax. João Paulo ainda retornou ao banheiro e trancou a porta. Neste momento, Kamilla ainda teria golpeado a porta do cômodo com a mesma faca, por várias vezes.

Kamilla era conhecida na cidade por já ter tentado ferir um conselheiro tutelar com uma faca e, na mesma ocasião, tentado sacar a arma de um policial. Além disso, ainda adolescente, ela teria tido um envolvimento amoroso com um homem, de quem teria exigido certa quantia em dinheiro para que não o denunciado por estupro. Os fatos foram confessados pela jovem, na presença do advogado. A autora encontra-se recolhida na Unidade Prisional de Bom Jesus.

Assessoria de Imprensa da Polícia Civil

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora