22 de Janeiro de 2012

Atlético goleia Rio Verde

Mesmo ficando duas vezes na frente, Verdão não conseguiu segurar o Dragão, que venceu por 4 a 2

A festa estava armada. Sábado à tarde, estádio lotado. Abertura do Campeonato Goiano 2012. Bom público. Mais de 4000 pessoas pagaram R$ 20 para assistir a volta do Rio Verde à elite do futebol goiano depois de 17 anos. Deveria ter sido uma tarde de festa em Rio Verde. Só faltou combinar com o Atlético.

O jogo começou com o Rio Verde bem melhor. O time conseguia ter mais posse de bola, e estava dominando o Atlético, que parecia apático dentro de campo. Depois de excelente jogada de Moisés pela esquerda, Nonato perdeu um gol feito, chutando sem goleiro a bola no travessão.

Entretanto, o veterano atacante iria se redimir do erro logo depois. Aos 20 minutos, ele aproveitou mais uma jogada do arisco Moisés para empurrar a bola para as redes. Festa no Mozart Veloso. Verdão 1 a zero, primeiro gol do Goianão 2012. O Atlético terminou o primeiro tempo sem pressionar o goleiro do Rio Verde. O juiz apitou o fim da primeira etapa. O clima era de euforia no estádio.

No segundo tempo tudo mudou. Logo no primeiro minuto, o Atlético descobriu o mapa da mina para chegar ao gol do Rio Verde. Jogando do lado esquerdo da defesa do Verdão, o Dragão não tinha muitas dificuldades para levar a bola às proximidades do gol rio-verdense. O zagueiro Gilson aproveitou uma sobra e empatou o jogo.

A sorte do Rio Verde é que enquanto os jogadores do Atlético e sua torcida no estádio (cerca de 500 pessoas) ainda comemoravam, Nonato mais uma vez mostrou oportunismo e faro de gol, fazendo boa jogada pelo meio e colocando a bola no fundo das redes. O Verdão estava mais uma vez na frente. Explosão no estádio. Parecia que o Rio Verde tomaria de novo as rédeas do jogo. Mas não foi isso que aconteceu.

O gol acabou sendo a última jogada aguda do time da casa no jogo. Marcão, matador do Atlético, empatou de novo aos 6 minutos, numa bola rebatida na área. O empate deixou o time do Rio Verde em parafuso, que não conseguiu mais jogar.

Bida, aos 13 e Marcão mais uma vez, aos 20, ampliaram a vantagem do Dragão para 4 a 2, fechando o caixão e deixando um gosto amargo na boca dos torcedores rio-verdenses. A volta à elite não foi como a torcida local esperava. As alterações do treinador Betão Alcântara não acabaram surtindo qualquer efeito, e o time foi facilmente controlado pelo rival nos últimos 25 minutos de jogo. O Rio Verde agora tem mais um desafio difícil pela frente, já que encara o Vila Nova na quarta-feira em Goiânia. Se perder, a luz amarela já ficará acesa pelos lados da Vila Amália.
Assista aos gols clicando em “Vídeos”, e confira abaixo a ficha técnica:

RIO VERDE 2X4 ATLÉTICO

 Local: Estádio Mozart Veloso do Carmo, em Rio Verde
Data: 21/01/2012
Horário: 17 horas
Árbitro: Elmo Resende
Assistentes: Cristian Passos e Bruno Pires
Cartões amarelos: Jorge Henrique (Rio Verde); Bida e Pituca (Atlético)
Renda: R$ 81.220,00
Público: 4.327 pagantes
Gols: Nonato 21' 1T e 3' 2T (Rio Verde); Gilson 1' 2T,  Marcão 6' 2T e 20' 2T e Marino 13' 2T (Atlético)

RIO VERDE: Wagner Bueno; Marcelo Goiano (Felipe Gaúcho), André Lima, Wiliam e Jorge Henrique; Wilton Goiano, Márcio Sena (Juninho), Vina e Vélber (Keninha); Moisés e Nonato
Técnico: Betão Alcântara

ATLÉTICO: Rafael; Rafael Cruz, Gilson, Paulo Henrique e Ernandes; Pituca, Marino, Fernando Bob (Joilson) e Bida (Thiaguinho); Juninho (Diogo Campos) e Marcão.
Técnico: Hélio dos Anjos

Por Tizzo Neto

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora