27 de Fevereiro de 2012

Até que enfim!

Em jogo eletrizante, Verdão bate o Goianésia e conquista a primeira vitória no Goianão 2012

Não podia mesmo ser um jogo fácil. Não poderia ser uma vitória qualquer. Precisava ter emoção até o último instante da partida. A primeira vitória do Verdão no Goianão 2012 teve requintes de crueldade com seu torcedor, que compareceu em bom número no Mozart Veloso do Carmo.

No entanto, o time teve uma atuação horrorosa no primeiro tempo. Logo na primeira metade da etapa inicial, Cleuber abriu o placar para o time visitante. Numa jogada de escanteio, a zaga do Verdão bateu cabeça e o atacante teve duas chances. Na primeira, o goleiro defendeu, na segunda, estufou as redes. A vaca parecia estar indo para o brejo de novo. E quase foi mesmo. Poucos minutos depois, a zaga alviverde cometeu um pênalti bobo no atacante do Goianésia. Seria o segundo gol. O atacante Rivaldo, que jogou na Rioverdense, queria marcar e dançar na frente da torcida, como havia prometido. Mas o goleiro Wagner Bueno defendeu o chute, e transformou-se no herói da partida,

O Rio Verde não produziu nada, nenhuma jogada decente no primeiro tempo. Mas voltou mais determinado no segundo. Em um lance muito questionado pela zaga do Goianésia, o juiz anotou pênalti. O artilheiro Nonato bateu e converteu. Empate. A torcida se animou, mas antes que um torcedor pudesse se sentar de novo na fria arquibancada do Mozart Veloso, Diogo Marzagão acertou um tirambaço de fora da área. Goianésia de novo na frente. Desespero.

A essa altura, a torcida já pedia Juninho. Arthur Neto tirou Wesley Brasília, que na saída de campo xingou o treinador, numa falta de respeito que espantou os torcedores que se encontravam próximos ao alambrado. Juninho ainda não havia entrado.

Poucos minutos depois, Juninho entrou, e conseguiu mudar o jogo. Em lance de disputa na área, o juiz anotou mais um pênalti para o Verdão. Nonato bateu de novo e anotou mais um. Empate. E tome sufoco do Verdão.

O jogo já se caminhava para o empate, quando aos 42 Juninho invadiu pela direita e tocou na saída do goleiro. Virada. Explosão no Mozart Veloso. O Verdão ainda faria mais um com Danilo. Primeira vitória do Verdão depois de 16 anos longe da Primeira Divisão. O time ainda segue na lanterna, mas tem agora uma sobrevida para tentar sair da zona de rebaixamento.

Na quarta, o Verdão enfrenta o Crac em casa. Mesmo com vitória, o time deve continuar na zona. Já que tem um saldo bem menor do que o do Vila, adversário direto contra o rebaixamento.

Por Tizzo Neto

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora