03 de Novembro de 2014

Vídeos de Rio Verde premiados no Festival Câmera Cotidiana

Alunos premiados conhecerão experiências de democratização do audiovisual em Pernambuco

O anúncio dos premiados foi feito na noite de sexta-feira (31/10), na Vila Cultural Cora Coralina, centro de Goiânia. As produções são de alunos e multiplicadores de instituições públicas que integram a Rede Câmera Cotidiana. Concorreram à premiação 122 vídeos produzidos em Goiânia, Rio Verde, Jataí, Morrinhos, Acreúna e Aparecida de Goiânia, que foram submetidos à avaliação do Júri Oficial e, pela internet, do Júri Popular.

O projeto objetiva democratizar o audiovisual na educação com o auxílio de tecnologias acessíveis, como o celular. O júri oficial, composto pelos profissionais de audiovisual Clarissa Nanchery (RJ), Vinicius Cabral (MG) e Ernesto Ignacio de Carvalho (PE), escolheu duas produções da Mostra Oficinas, da qual fizeram parte alunos incluídos pela primeira vez no projeto. Foram premiados “Candidato Especial”, do aluno Heytor Augusto Martins Pereira, orientado pelo multiplicador Ruyter Fernandes Barbosa, do Cineclube 7ª Arte (Acreúna-GO); e “Efeito Eskulashov”, produzido por Erik Silva Alkimim com o multiplicador Paulo Ricardo Martins de Lima, da instituição CORES – Escola de Ser (Rio Verde-GO).

Da Mostra Rede, que reúne vídeos de participantes de outras edições do Circuito Câmera Cotidiana, foi reconhecido o trabalho “Vida Vintage”, realizado pelo estudante Pablo Lopes sob orientação de Takaiuna Correa, do Ponto de Cultura Cidade Livre (Aparecida de Goiânia-GO).

Os internautas também votaram nas produções pelo site www.cameracotidiana.com.br. Durante o mês de outubro, cerca de sete mil votos foram registrados, uma média de 60 por vídeo. Os dois projetos mais bem avaliados em cada categoria receberam menção honrosa e troféu da organização do festival. Na Mostra Oficinas, o vencedor da menção honrosa foi o vídeo “Caldo de Frango”, realizado por Gabriella Christina Ferreira Lima, sob orientação de Marta Régia Machado de Lima, da Escola Municipal Professora Selva Campos Monteiro (Rio Verde-GO). Entre os inscritos da Mostra Rede, a vencedora foi Isadora Araújo Silva, com o vídeo “Pela Janela”, orientado por Jeferson de Oliveira Borges, do Círculo de Apoio à Aprendizagem Profissional de Goiânia.

Próxima etapa
Os alunos e multiplicadores premiados pelo Júri Oficial embarcam para Pernambuco entre os dias 26 e 29 de novembro. No Estado, eles vão conhecer experiências de democratização do audiovisual, como o Vídeo nas Aldeias (Olinda) e a Escola Engenho (Recife). Além da troca de experiências, o intercâmbio contribui para conectar os participantes da Rede Câmera Cotidiana a outras iniciativas similares realizadas no país, gerando oportunidades para novas aproximações.

Para o jurado Vinícius Cabral, os vídeos de bolso produzidos durante o projeto representam uma quebra de barreira em relação à produção audiovisual tradicional. “Certamente os critérios de avaliação não são meramente técnicos. O Júri levou em conta, entre outras coisas, o exercício de linguagem e a necessidade dos jovens de registrar vivências e momentos relevantes de seu cotidiano de forma criativa através do audiovisual”, explica.  

O projeto
O Circuito Câmera Cotidiana entra agora em sua quarta etapa, com o intercâmbio dos vencedores do Festival para o Nordeste. O trabalho começou com a seleção de professores interessados em conhecer e compartilhar o conhecimento de audiovisual com estudantes de escolas públicas, universidades públicas, pontos de cultura e entidades do terceiro setor em Goiás.

Depois de participar do Curso de Qualificação e Imersão, os multiplicadores ministraram em agosto e setembro oficinas em suas instituições de origem. Munidos do conhecimento sobre produção de vídeo com ferramentas acessíveis, como o celular, os estudantes produziram os vídeos de bolso. As produções foram exibidas pela internet no Festival Câmera Cotidiana, cujos vencedores foram anunciados na sexta-feira (31/10).

A proposta da Fractal Filmes, que realiza o Circuito Câmera Cotidiana, é conectar educadores e estudantes goianos a uma rede permanente de interação, formação e produção audiovisual voltada para as novas tecnologias da comunicação. Em três anos, 750 alunos foram atendidos, com a formação de uma rede com 43 instituições. Nesse período, cerca de 11 mil acessos foram computados no site www.cameracotidiana.com.br durante o Festival .

A terceira edição do Circuito recebeu o patrocínio da Sama Minerações Associadas, via Lei Goyazes, e do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, apoio do Governo do Estado de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, e Sebrae Goiás; e colaboração do Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte, Icumam, Fictícia Lab, Escola Engenho e Vídeo nas Aldeias.

MOSTRA OFICINAS
Melhores vídeos – Júri Oficial


Candidato Especial
Aluno: Heytor Augusto Martins Pereira
Multiplicador: Ruyter Fernandes Barbosa
Instituição: Cineclube 7ª Arte (Acreúna – GO)
Link: http://cameracotidiana.com.br/circuito/festival/acervo/2014/253-candidato-especial

Efeito Eskulashov
Aluno: Erik Silva Alkimim
Multiplicador: Paulo Ricardo Martins de Lima
Instituição: CORES - Escola de Ser (Rio Verde – GO)
Link: http://cameracotidiana.com.br/circuito/festival/acervo/2014/245-efeito-eskulashov

Menção honrosa – Júri popular
Caldo de Frango
Aluno: Gabriella Christina Ferreira Lima
Multiplicador: Marta Régia Machado de Lima
Instituição: Escola Municipal Professora Selva Campos Monteiro (Rio Verde-GO)
Link: http://cameracotidiana.com.br/circuito/festival/acervo/2014/229-caldo-de-frango

MOSTRA REDE
Melhor vídeo – Júri oficial
Vida Vintage
Aluno: Pablo Lopes
Multiplicadora: Takaiúna Correia da Silva
Instituição: Ponto de Cultura Cidade Livre (Aparecida de Goiânia - GO)
Link: http://cameracotidiana.com.br/circuito/festival/acervo/2014/277-vida-vintage

Menção honrosa – Júri popular
Pela Janela
Aluno: Isadora Araújo Silva
Multiplicador: Jeferson de Oliveira Borges
Instituição: Círculo de Apoio à Aprendizagem Profissional de Goiânia – CAMP – GNA (Goiânia-GO)
Link: http://cameracotidiana.com.br/circuito/festival/acervo/2014/148-pela-janela

Currículo do Júri Oficial
Clarissa Nanchery - Coordenadora pedagógica do Projeto Inventar com a Diferença - Cinema e Direitos Humanos (UFF/ SDH), professora de cinema, produtora e realizadora audiovisual. É formada em Estudos de Mídia (UFF) e Letras (UERJ), mestre em Meios e Processos Audiovisuais (ECA/USP) e desde 2007 atua na área de cinema e educação, realizando projetos de audiovisual em escolas e em outros espaços de formação. Trabalhou na Mostra Geração do Festival do Rio; no Serviço Audiovisual do Consulado da França, produzindo festivais como Panorama do Cinema Francês no Brasil (2008/ 2009), Le Rendez Vous TV France International (2007); na Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, como produtora responsável pela criação de núcleos de cultura em colégios estaduais; na coordenação de ensino da Escola de Cinema Darcy Ribeiro e no Projeto CINEAD - Cinema para Aprender e Desaprender (FE-UFRJ), como pesquisadora, professora da Escola de Cinema do CAp-UFRJ e na criação de seis escolas de cinema em instituições públicas de ensino no Estado do RJ.

Vinícius Cabral - Possui mais de 30 produções audiovisuais de microduração voltadas para processos cocriativos em novas tecnologias. Co-idealizador da TV Cocriativa (www.tvcocriativa.com.br), realizou diversas oficinas práticas de Produção Audiovisual e Novas Mídias em espaços culturais e festivais como a Mostra de Cinema de Tiradentes, CineBH, CineOP, Festival de Inverno de Mariana e Ouro Preto, Inverno Cultural de São João Del Rei, Goiânia Mostra Curtas, Minas Tênis Clube e Feira Música Brasil 2010. Coordenou o Cineclube Curta Curta Circuito no período 2004/2008, projeto da Associação Curta Minas ABD/MG. Participou, no mesmo período, de diversas diretorias da mesma Associação, bem como do Conselho Nacional de Cineclubes, no período 2005/2006. É co-gestor criativo de um projeto multimídia intitulado “O que queremos para o mundo?” (www.oquequeremosparaomundo.org), e em 2012 atuou como diretor de pílulas de 1’30’’ do projeto para a televisão, em co-produção com o canal Gloob, da Globosat. Atua também como roteirista e montador do longa-metragem do projeto, em fase de pós-produção. É sócio diretor da empresa Cocriativa Conteúdos Ausiovisuais LTDA (www.cocriativa.com.br) e criador do projeto multimídia The Innernettes (baseado em música eletrônica e criação de vídeos narrativamente adjacentes), que no último ano têm ganhado os holofotes da mídia musical espacializada internacionalmente.

Ernesto Ignacio De Carvalho - Documentarista, antropólogo e fotógrafo, membro do Vídeo nas Aldeias, tem coordenado oficinas de formação e edição de vídeo, e filmado documentários participativos em comunidades Hunikui, Ashaninka, Mbya-Guarani, Gavião-Parjatejê, Macuxi, Xavante e Krahô, desde 2007. Foi responsável pelas oficinas e filmagens em comunidades Mbya-Guarani para os filmes “Duas Aldeias uma Caminhada” (2008) (editor) e “Bicicletas de Nhanderú” (2010). Coordenou oficinas de realização e edição para os filmes “Já me transformei em imagem” (2008), e “As voltas do Kene” (2010), de Zezinho Yube, entre outros. Dirigiu, com Vincent Carelli, Ariel Ortega e Patrícia Ferreira, “Desterro Guarani” (2011), e “Tava – A casa de pedra” (2012). É diretor de fotografia do premiado “O Mestre e o Divino” (2013), de Tiago Campos. Cursou graduação em Antropologia pela UnB, Mestrado na UFPE, e atualmente escreve sua tese de doutorado no Departamento de Antropologia da New York University (NYU).

Assessoria de imprensa

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora