26 de Fevereiro de 2016

Navegador Amyr Klink faz palestra hoje em Rio Verde

Evento é gratuito. Saiba como retirar seu ingresso

Nesta sexta-feira, 26, o velejador Amyr Klink estará na cidade para ministrar a palestra: Guardiões da Água. O foco principal será o consumo de água responsável. Para assistir à palestra é preciso retirar antecipadamente um vale-ingresso pelo site www.dcolor.art.br/ingressos, a partir do dia 18/02. No dia do evento, os vale-ingressos deverão ser trocados pelo ingresso no local da palestra, das 17h às 18h45. Os vales que não forem trocados até este horário serão invalidados e disponibilizados para o público em geral.
 
O Ministério da Cultura e a International Paper são os responsáveis desse grandioso evento que proporcionará aos educadores esse momento especial com Amyr Klink.  
 
Amyr abordará estratégias de uso consciente do recurso natural, vai contar às experiências que vivenciou no ano de 1984, ao atravessar sozinho o Atlântico Sul onde ficou 100 dias navegando um barco a remo, o I.A.T.O, barco foi construído por ele um ano antes da expedição. A experiência em alto mar deu origem ao livro: Cem dias entre céu e mar.  
 
E nos dias 27 de fevereiro a  04 de março, uma exposição fotográfica: Viagem Oceânicas de Almyr Klink e suas lições sobre a água, estarão abrilhantando o Buriti Shopping Rio Verde, os estudantes das escolas municipais prestigiarão a exposição.
 
Amyr Klink
Nasce Amyr Khan Klink, em 25 de setembro de 1955, na cidade de São Paulo. É o primogênito dos quatro filhos de Jamil Klink e Asa Frieberg Klink. Aos dez anos de idade, em Paraty, compra sua primeira canoa, Max – foi o início de uma coleção que ultrapassaria 30 embarcações. Em 1978, com 23 anos, faz sua primeira viagem internacional, de moto, até o Chile.

Cinco anos depois, em 1983, termina a construção do seu primeiro barco: o I.A.T., com o qual, no ano seguinte, faria a primeira travessia solitária a remo do Atlântico Sul. A jornada de 3.700 milhas e 100 dias pelo Atlântico termina no dia 18 de setembro de 1984, na Bahia, e é retratada no best seller Cem Dias entre o Céu e o Mar.

Em 1986 realiza a primeira de suas 15 viagens à Antártica. Na volta, começa a construção do Paratii. Com esse barco, em 1989, estréia como velejador em uma viagem em solitário que duraria 642 dias, passando sete meses e meio imóvel em uma invernagem antártica. Navega, ao todo, por 27 mil milhas – viagem descrita em Paratii, Entre Dois Pólos.

Quatro anos depois, é sócio-fundador do Museu do Mar, em São Francisco do Sul, Santa Catarina. O ano de 1994 marca o início da construção do veleiro Paratii 2.

No ano de 1996 casa-se com Marina Bandeira, velejadora com mais de uma centena de competições no currículo.

Em 1997 nascem às gêmeas Tamara e Laura. No ano seguinte, Amyr parte para mais uma viagem em solitário. A bordo do Paratii, inicia o Projeto Antártica 360 Graus, em que faz a circunavegação polar pela rota mais difícil. São 88 dias, 14 mil milhas e mais um livro, Mar sem Fim.

Em 2000, nasce sua filha caçula, Marina Helena. No ano seguinte, após sete anos, Amyr conclui o Paratii 2, o mais moderno veleiro já construído no Brasil. Entre dezembro de 2003 e fevereiro de 2004, Amyr refaz a circunavegação polar, dessa vez com cinco homens na tripulação. A viagem dura 76 dias sem escalas, por 13,3 mil milhas.

Em 2006 lança seu mais recente livro, Linha D’Água – Entre Estaleiros e Homens do Mar.

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora