09 de Junho de 2015

Em cartaz: Tomorrowland

Filme está em exibição no Shopping Rio Verde e no Buriti Shopping Rio Verde

Casey Newton (Britt Robertson) é uma adolescente otimista aficcionada por eletrônica. Tentando ajudar o pai a não ser demitido, ela comete um crime e vai presa. Ao conseguir sair, encontra uma espécie de broche que, quando ela toca, é transportada para Tomorrowland.

Sem saber o que é aquela cidade mágica em uma realidade alternativa, ela conta com a ajuda de uma criança enigmática, Athena (Raffey Cassidy), e do cientista desiludido Frank Walker (George Clooney) para tentar descobrir  e fugir de robôs que tentam impedi-la. É essa descoberta que movimenta - ou tenta - o longa Tomorrowland - Um Lugar Onde Nada é Impossível, já em cartaz nos cinemas de Salvador.

O principal problema do longa é ser frio, sem alma e humor, algo incomum em qualquer produto que leve o carimbo da Disney. A tão falada Tomorrowland é sub-aproveitada na trama e pouco é mostrado sobre a cidade que, aparentemente, é um lugar perfeito.

Na verdade, pouco se salva nesta nova incursão da Disney no cinema utillizando uma das atrações do seu parque temático Magic Kingdon como tema - a empresa já tinha acertado com o primeiro Piratas do Caribe.

Mix de referências
Tomorrowland - Um Lugar Onde Nada é Impossível foi um projeto cercado de expectativas, mas  o que se vê é um arremedo de referências de ficção científica, que vão desde 2001 - Uma Odisséia no Espaço até O Mágico de Oz, passando por Eu, Robô, Inteligência Artificial, Matrix, Pinóquio e tantos outros filmes - ou livros.

Essas referências são jogadas na tela sem nenhum cuidado, resultando em personagens mal desenvolvidos e história confusa. Talvez por culpa das ideias mirabolantes do roteirista Damon Lindelof, cocriador da mirabolante série Lost.

O diretor Brad Baird (dos excelentes Ratattouile e Missão Impossível: Protocolo Fantasma) também pesou a mão nessa nova aventura e não conseguiu contar uma história que empolgue - e não será surpresa se, já nos primeiros 30 minutos, o leitor olhar o relógio achando que já passaram horas de projeção.

Elenco esforçado
George Clooney e a pequena Raffey Cassidy até se esforçam. Enquanto o  primeiro faz um tipo mais antipático, mudando um pouco o perfil de "cara legal" com o qual estamos acostumados, Cassidy interpreta uma personagem que poderia ser melhor explorada.

Já o papel de Britt Robertson, a protagonista, se resume a gritar, correr e fazer perguntas. Sobra até para Hugh Laurie (o dr. House), que aparece aqui de forma caricata.

O filme está em exibição nos dois shoppings de Rio verde. Para conferir os horários, acesse http://shoppingrioverdego.com.br/filmes ou http://www.cineflix.com.br/programacao/buriti-shopping-rio-verde/ . O trailer do filme pode ser visto no ícone “Vídeos”.

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora