20 de Fevereiro de 2015

Em cartaz: 50 tons de cinza

Filme está em exibição no Buriti Shopping e no Shopping Rio Verde

Cinquenta Tons de Cinza poderia ser considerada, na verdade, uma história fantasiosa que há anos desde a sua publicação vem sendo interpretada de forma errada. O livro que encontrou um lugar especial na prateleira de muitas mulheres ao redor do mundo, agora ganha vida nas telas dos cinemas em sessões lotadas pelas fiéis fãs do romance.

Retratando uma história de amor entre Anastasia Steele (protagonizada por Dakota Johnson) e Christian Grey (Jamie Dornan), o filme dirigido por Sam Taylor-Johnson não passa disso: uma história de amor. Muita confusão se acerca sobre o longa, que é divulgado de uma forma como se fosse um manual de BDSM. Não, não. A história foca na tentativa de uma mulher de curar a alma de um homem que há anos sofre problemas psicológicos e encontra na prática de dominação e sadomasoquismo uma espécie de conforto. O BDSM na verdade, nem é uma parte tão marcante assim, é só um tempero a mais, um pequeno diferencial para os milhões de livros e filmes de romances eróticos ou não que entopem as livrarias e cinemas.

Quem não leu o livro, não vai perder muita coisa em assistir a adaptação, e em seguida, por exemplo, desejar ler o segundo livro, pulando o primeiro. A única falta do filme é algo que não tinha mesmo como traduzir das páginas para imagens: a troca de e-mails do casal protagonista, que é a parte mais divertida da história, com seus jogos de palavras no assunto e corpo de texto. Eles estavam presentes no filme, mas não de forma tão significativa quanto no livro. Talvez valha a pena ler por causa dos e-mails, porém é bem capaz que se encontre um certo tédio nas repetições das cenas de sexo, que ao escritas parecem praticamente iguais umas as outras, e na adaptação ao cinema se encontraram de forma mais dinâmica e intensa, porém, muito mais curtas – o que gerou críticas por parte das pessoas que esperavam uma espécie de pornografia explícita nas telas, o que de certa forma é considerável visto que existem filmes com um teor sexual muito maior do que apresentado (e aguardado) em Cinquenta Tons de Cinza.

De certo o filme – o primeiro de três – adquiriu uma linguagem e representação visual mais sofisticada que a linguagem crua, simples e direta do livro, porém em momento algum falha em expressar uma interpretação para o que a série causou tanto furor entre as mulheres: A rendição dos medos de um homem poderoso ao amor de sua amante, provando que o sentimento verdadeiro pode mudar tudo.

O filme está em exibição no Shopping Rio Verde em sessões dubladas às 14h30, 16h50 e 19h10. A sessão legendada acontece às 21h30. No Buriti Shopping, o filme é exibido em versões dubladas às 13h50, 14h15, 16h25, 16h50, 19h, 19h25 e 21h35. A sessão legendada é exibida às 22h. Para assistir ao trailer clique no ícone “Vídeos”.

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora