21 de Maio de 2014

Casa Cor Goiás 2014: espaço destaca a natureza

Varanda Sensorial, de Giovanni Borges, destaca também o viver

Na edição 2014 da Casa Cor Goiás, o ambiente Varanda Sensorial, de 60 m², inspirado nos conceitos de bem estar e bem viver, é assinado pelo arquiteto Giovanni Borges. O objetivo do profissional é mostrar que mesmo morando em grandes centros urbanos, é possível ter um espaço intimista e aconchegante para receber a família e amigos.

Todo o projeto foi concebido pensando na otimização do ambiente. A madeira se faz presente em todo o espaço, seja como elemento decorativo, seja no mobiliário diferenciado, onde a presença do couro e do linho também conferem à Varanda Sensorial um ar de sofisticação e elegância na medida certa.

O projeto luminotécnico assume a função essencial de integrar os elementos que constituem o ambiente, pois os efeitos luminosos estimulam a atenção por ressaltar as texturas dos revestimentos, convidando o visitante a direcionar seu olhar e a tocar no produto. A presença da natureza, uma preocupação conceitual, é evidenciada através da água e das plantas, que compõem o paisagismo do espaço.

O som da água aliado ao verde do jardim vertical convidam o visitante a experimentar momentos de relaxamento e a contemplar o grafite executado pelo artista plástico Mateus Dutra, para dar um ar urbano à varanda.
 
Giovanni Borges
Arquiteto graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Possui ampla experiência em projetos e execução de obras comerciais e residen¬ciais. Em 2014, conta com o apoio de: Aldeia Acabamentos e Complementos; Armazém da Decoração; Art de Vie Jardins Verticais; Bela Arte; Cerrado Móveis; Engenharia das Águas; Franccino Giardini;Home Theater; Innatura Design; Interpam Iluminação; Joule Ambiente Mix; Maison des Caves; M.Metais; Projetart; Stilo Serralheria; Terracor; Vaso e Cia. Além do apoio do artista plástico Mateus Dutra e DJ Patrick Costa.

Assessoria de Imprensa

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora