05 de Março de 2012

Faculdade de Medicina fez demonstração de bonecos simuladores

Autoridades prestigiaram evento

A Universidade de Rio Verde, por meio da Faculdade de Medicina, participou de uma apresentação de bonecos simuladores de educação em saúde, na última quinta-feira (01), no Auditório do Bloco 1 e nas dependências da Faculdade.

A apresentação feita pela empresa Laerdal – helping save lives, pioneira no ramo de educação em saúde contou com a presença do Magnífico Reitor, professor Dr. Sebastião Lázaro Pereira, os Pró-Reitores de Graduação e de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis, professora Ms. Maria Flavina das Graças e professor Ms. Carmo dos Reis de Sousa, respectivamente, o diretor da Faculdade, Dr. Vicente Guerra Filho, médicos docentes do curso o prefeito Juraci Martins, os secretários municipais de Saúde, Educação, Esporte e Lazer e de Comunicação, Paulo do Vale, Levy Rei de França e Cairo Fagundes, respectivamente, e o presidente da Câmara de Vereadores, Elias Terra.

Primeiramente, os presentes participaram de palestra sobre Simulação como Ferramenta Para Educação em Saúde ministrada pela Enfermeira Giuditta Odoni, na qual explicava a metodologia dos equipamentos.


Em seguida, em uma sala preparada, a comitiva observou o trabalho de diagnóstico e tratamento de emergência em dois simuladores nomeados de SimMan 3G e o SimBaby, produzidos nos Estados Unidos e servem como recurso didático para as aulas das áreas de saúde. Esses foram trazidos da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo (USP), onde também foram demonstrados ao corpo docente daquela instituição.


Com o custo de aproximadamente R$ 300 mil cada, atualmente no Brasil existem 200 bonecos distribuídos em 20 instituições de ensino superior.

O grau de realismo dos simuladores impressionou a todos, uma vez que são capazes de responderem a mais de 100 medicamentos e a estímulos químicos, biológicos e radiológicos, permitindo simular situações clínicas, tais como: choro, sudorese, sangramento, ataques cardíacos, politraumatismos e descompensações respiratórias, dentre outras.


Os robôs servem como recursos metodológicos e proporcionam um aprendizado eficiente e satisfatório, diz a Pró-reitora de Graduação, após a demonstração. “Estes recursos alternativos proporcionam novas formas de ensinar e facilitam o aprendizado à medida que permitem a simulação de vários cenários e inúmeras situações clínicas”.


O reitor ficou entusiasmado com a apresentação e destacou as vantagens do simulador. “Esses manequins são excelentes recursos didáticos, pois, permitem fazer treinamentos sistemáticos e repetidamente o que contribui para retenção do conhecimento”, disse Tatão.


Ainda segundo ele, a Universidade está conversando com a fabricante dos equipamentos e buscando parcerias para a compra dos manequins/simuladores, porque acredita que se trata de mais um diferencial para os cursos da área da saúde. “Estamos fazendo os contatos para viabilizar a aquisição dos robôs, porque sabemos que estes simuladores virão incrementar ainda mais a nossa infraestrutura laboratorial e será mais um excelente recurso à disposição dos acadêmicos de todos os cursos da área da saúde”.

Ascom - Fesurv

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora